COMO UMA FESTA em que a anfitriã não se diverte

Todos chegam, sentam e se servem. Bebem e conversam despreocupadamente, afinal é tudo de graça, não é mesmo?

MAS QUEM PAGA?

Em um canto da cozinha está a anfitriã cozinhando para todos que se divertem no salão. Volta e meia alguém reclama que tem que esquentar a comida, outros reclamam que tem que fazer o pedido MAIS UMA VEZ. Muitos até saem falando mal da festa por não ter banda e o lugar ser meio desorganizado. Este espaço deveria ser um lugar agradavel pra todos. Mas não é.. afinal, tem alguém no canto da cozinha que não está achando tão agradavel assim

Antes de que a anfitriã jogue a toalha, poderiam os demais entender que a festa deveria ser boa para todos. Se todos ajudarem um pouco, a festa não acaba antes das 9.Uns trazem copos, outros talheres. Podemos cada um trazer algo para comer e beber. E alguém pode ir pra cozinha ajudar e trazer ela para curtir com a gente no salão.

A festa é ótima, e não tem nada igual. Então falar bem para todos apenas faz com que se valorise.
Falem bem para os outros, Falem bem para a anfitriã, Que muitas vezes apenas ouve as opiniões ruins de quem nem queria estar na festa.Colaboração poderá deixar a anfitriâ mais feliz e deixar a festa rolar até mais tarde o.-

Apesar desta analogia explicar bem meu ponto de vista, o curso SambaCooking está longe de ser apenas uma festa, é realmente um curso de formação de alto nivel. não podemos diminuir ou perder a chance de isto continuar.. podemos ajudar com pouco, mas podemos!

Abraços ao Chef Emmanuele e a Lívia que dão MUITO mais do que recebem, e sabem o quanto estou disposto a manter este curso

“se todos segurarem a pedra, ela não rolará por cima de nenhum de nõs”

Ubirajara Placzkievicz